17 de dezembro de 2017

Rabanadas

Se há memória que associo ao Natal é estarmos todos na cozinha, eu e os meus irmãos, na tarde do dia de consoada, ao redor da minha mãe, enquanto ela faz os doces: rabanadas e aletria. O fogão de lenha aquece o ambiente e nós vamos comendo aletria quentinha, rabanadas quentinhas...
Falando dessa memória no jantar de Natal do trabalho, deu-me uma nostalgia tão grande, que tive que fazer rabanadas hoje para o lanche!



Ingredientes (8 rabanadas)

1/2 cacete para rabanadas
4 dl leite
2 c. de sopa de açúcar amarelo
1 pau de canela
2 cascas de limão
2 ovos
4 c. de sopa de açúcar amarelo
1 c. de sobremesa de canela
óleo q.b.

Corte o cacete em fatias com cerca de 1cm.
Leve o leite a ferver com a casca de limão, o pau de canela e as 2 colheres de sopa de açúcar. Deixe arrefecer.
Num prato fundo bata os ovos.
Misture as 4 colheres de sopa de açúcar com a canela. Reserve.
Coloque óleo numa frigideira e ponha ao lume.
Passe o pão pelo leite, depois pelo ovo e frite dos dois lados até dourar.
Escorra sobre papel absorvente e polvilhe imediatamente com a mistura de açúcar e canela.

Aqui por casa, só gostamos de rabanadas quentes, por isso a maior parte é comida na hora, mas as restantes, depois de frias, com 10 segundos de microondas passam também no teste! Bom proveito!


1 comentário:

  1. Ficaram fantásticas!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar

Deixe a sua opinião! Obrigada pela visita...